domingo, 29 de abril de 2012

PROJETO: PRIMAVERA

JUSTIFICATIVA: 


 COM A APROXIMAÇÃO DA PRIMAVERA, A BELEZA QUE ESTA NOS OFERECE E A CURIOSIDADE QUE AS PLANTAS DESPERTAM NAS CRIANÇAS, ASSIM COM A ALEGRIA QUE A ESTAÇÃO DESPERTA COM A PRESENÇA MULTICOLORIDA DAS FLORES, LEVANDO A CRIANÇA A CONTEMPLAR AS SUAS MARAVILHAS E O BEM ESTAR QUE A CONVIVÊNCIA DA NATUREZA PROPORCIONA É O QUE LEVA A REALIZAÇÃO  DO PROJETO.

OBJETIVOS:

DESPERTAR O INTERESSE PELA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE, ASSIM COMO PELAS FORMAS DE VIDA E SUA SOBREVIVÊNCIA;
OBSERVAR O MEIO NATURAL, DESENVOLVENDO A CURIOSIDADE E A PRÁTICA INVESTIGATIVA  DE CADA CRIANÇA;
* TRABALHAR A PERCEPÇÃO TÁTIL;
* DESENVOLVER A COORDENAÇÃO MOTORA FINA E AMPLA;
* CONSCIENTIZAR AS CRIANÇAS DA IMPORTÂNCIA DA FLORA, VALORIZANDO A MESMA PARA A PRESERVAÇÃO DAS ESPÉCIES E PARA A QUALIDADE DE VIDA HUMANA;
* DESENVOLVER A LINGUAGEM ORAL;
* DESENVOLVER A ATENÇÃO.


DESENVOLVIMENTO:

CONVERSAÇÃO EM RODINHA SOBRE A ESTAÇÃO DA PRIMAVERA;
HISTÓRIAS CONTADAS E DRAMATIZADAS SOBRE O ASSUNTO;
MÚSICAS;
JOGO DA MEMÓRIA;
MASSA DE MODELAR;
PLANTIO DE DIFERENTES MUDAS DE FLORES NAS FLOREIRAS DA ESCOLA;
TRABALHO COM SUCATA;
CONFECÇÃO DE LEMBRANCINHAS EM FORMA DE FLOR  COM PAPEL DOBRADURA;
PASSEIO PELO BAIRRO VERIFICANDO O MULTICOLORIDO DAS FLORES;
VISITA A UMA FLORICULTURA;
AMIGO SECRETO ENTRE AS TURMAS, ONDE O PRESENTE SERÁ UMA MUDA DE FLOR OU ÁRVORE.

CULMINÂNCIA:
PLANTIO DE FLORES ENVOLVENDO TODAS AS TURMAS DA ESCOLA.

AVALIAÇÃO:
 A AVALIAÇÃO SERÁ DE FORMA CONTÍNUA  DE ACORDO COM O QUE IRÁ  SER TRABALHADO, LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO O RITMO DE DESENVOLVIMENTO DE CADA CRIANÇA.

2 comentários:

  1. Parabéns pelo projeto, está perfeito pois, trabalho com crianças portadoras de necessidades especiais na educação infantil.Vou aplicar este trabalho com crianças com síndrome do espectro autista.
    Abraço, professora Ivanilde

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo projeto, está perfeito pois, trabalho com crianças portadoras de necessidades especiais na educação infantil.Vou aplicar este trabalho com crianças com síndrome do espectro autista.
    Abraço, professora Ivanilde

    ResponderExcluir